Como bloquear o aparelho celular em caso de roubo. | Newline
Central de Atendimento:(62) 4002-6767
Telefone Central de Atendimento:(62) 4002-6767
Redes Sociais:
NOTÍCIAS
2305/2018

Como bloquear o aparelho celular em caso de roubo.

Os smartphones tem se tornado a cada dia mais indispensáveis e se tornaram o bem de consumo mais adquirido nos últimos 5 anos, eles permitem que as pessoas substituam outras tecnologias como player de música, agenda eletrônica, GPS entre outros, para usar somente os celulares. Os dispositivos fazem parte de nossas vidas armazenando fotos, conversas, contatos e intimidades, ficamos cada vez mais dependentes dessa tecnologia.

Segundo dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), são 235,8 milhões de celulares no Brasil até março de 2018, ou seja, quase mais de um celular por habitante.

 

Mas cuidado para não ser uma vítima de furto ou roubo, pois os marginais estão sempre de olho no que você carrega no bolso. O número de celulares roubados no Brasil é assustador! Mais de um milhão, segundo dados do Ministério da Justiça, esse número é baseado nos roubos que são registrados, portanto esse número é ainda maior se contabilizarmos aquelas pessoas que não registram queixa do furto ou roubo.

Desde que foi implantado, o sistema GSM facilitou a ação de bandidos, pois basta retirar o chip GSM para continuar usando o aparelho sem restrições.

No entanto, ao usar um dispositivo com sistema GSM, o dono do número pode bloqueá-lo e evitar que seja usado. Através do IMEI (Identificação Internacional de Equipamento Móvel) que permite que cada celular tenha um número único, como se fosse um IP de computador ou chassi de carro. Esse sistema é a única garantia que você tem de que o ladrão não vai usar seu celular ou utilizar suas informações.

Para sua segurança, sempre mantenha o número do IMEI guardado, caso aconteça roubo ou desaparecimento do aparelho. Para ter acesso a ele, basta ter a caixa do celular ou até mesmo no próprio smartphone, nas configurações. E caso precise solicitar o bloqueio, ligue na sua operadora para efetua-lo.

E acima de tudo, mesmo que você já tenha sido alvo ou vítima e tenha tido seu aparelho subtraído por alguém, saiba que a melhor maneira de minar essa prática é não adquirindo um aparelho com procedência duvidosa, pois assim você ajuda a diminuir a procura e isso diminui a oferta, assim cada vez menos os bandidos terão interesse nesse tipo de prática. Os principais pontos que devem ser verificados no momento de adquirir um smartphone usado é se ele possui caixa, manuais de instrução e nota fiscal, num segundo momento se o aparelho não possui avarias como por exemplo a tela totalmente quebrada, o que na maioria das vezes pode caracterizar um acidente por descuido do dono, mas também pode significar que ele foi roubado e durante o processo a vítima sofreu algum tipo de violência no momento da ação, portanto seja cauteloso (a) quando for adquirir aparelhos de segunda mão.

Seja cauteloso(a) ao adquirir um aparelho usado, e sempre guarde em local seguro o IMEI do aparelho, mantenha suas fotos, arquivos e aplicativos sempre em backup atualizado diariamente, assim você reduz significativamente as chances de perder coisas importantes no caso de perda ou roubo.

COMPARTILHE
CATEGORIAS